Blogue

Os estabelecimentos comerciais e hotéis falam sobre INNOVATUR após a assistência recebida (II)

Se na primeira parte desta entrevista Bruno Correa do Paradise Park Fun Lifestyle Hotel e César Rivas da Lava Store nos falaram de como a assistência recebida pela Innovatur os afectou, nesta nova prestação partilham as suas preocupações, certezas e esperanças sobre o mundo pós-pandémico e como acreditam que os seus negócios serão afectados quando tudo isto acontecer.

Um dos lounges do Paradise Park Fun Lifestyle Hotel.

Como imaginam o setor turístico após a pandemia?

Bruno Correa: No Paradise Park, acreditamos que não será o mesmo, mas ainda não conseguimos prever a profundidade das mudanças nos hábitos de consumo dos nossos mercados.

César Rivas: Acreditamos que voltará a ser tal como era antes. Claro que irá demorar algum tempo até retomarmos a normalidade, mas será quase igual ao que estávamos habituados antes desta situação inédita.

Como é que a pandemia de Covid-19 vos afetou e o que fizeram para se tentarem adaptar ao novo contexto?

BC: Aproveitámos esta interrupção para empreender uma extensa renovação das zonas da cozinha e restauração, para assim podermos adaptarmo-nos aos novos padrões de qualidade e às novas tendências e estarmos em consonância com as novas exigências do pós-pandemia.

CR: Os produtos que vendíamos antes da pandemia neste momento não têm a saída que tinham antes, por isso, num exercício de reciclagem, adaptámo-nos e procurámos uma forma de produzir outros com uma maior procura por parte do mercado local.

Como pensam que o Innovatur poderá ajudar-vos a adaptarem-se à situação criada pelo Covid-19?

BC: Acreditamos que este projeto irá beneficiar-nos pela possibilidade de incorporar novos mercados à nossa carteira de clientes.

CR: Dá a sensação de que estão a mitigar o impacto do Covid neste projeto, mas a ideia era realizá-lo antes de tudo isto acontecer. Estou convencido de que irá ajudar-me tal como antes no nosso objetivo de melhorar a nossa visibilidade e procurar tecidos sustentáveis.

De que forma tiveram de se adaptar ao novo contexto? Viram esta situação como uma nova oportunidade de negócio?

BC: Considero que a adaptação constante é um processo contínuo nesta nova realidade e julgamos que é algo necessário para poder visualizar novas oportunidades de negócio no nosso setor, que tem sido tão fortemente afetado.

CR: Tivemos de modificar completamente a produção de artigos por outros muito mais procurados. Foi sem dúvida uma nova oportunidade de negócio, que irá mudar novamente assim que a situação estabilizar, pois é muito provável que não haja tanta procura ou que até chegue a zero e voltemos aos nossos produtos de antes.

Bruno Correa / César Rivas

Inovar permite enfrentar este futuro incerto com mais confiança e Innovatur ajudou as empresas e estabelecimentos de alojamento participantes a proporcionar mais certezas, pondo em prática as ideias que ficaram armazenadas prontas para serem executadas. Se há uma coisa em que ambos os entrevistados concordam, é o resultado positivo da assistência recebida e a necessidade de inovar para se manter competitivo.

No Comments

Post A Comment

Share This